A película poder ser um grande benefício para o controle solar, minimizando a chance de transmissão de radiação solar através dos vidros do carro ao modificar as propriedades de reflexão e absorção. Pode reduzir em até 79% os efeitos dos raios solares e 99% os de raios ultra-violetas. Estes últimos são mutagênicos e portanto causam câncer de pele, além do envelhecimento cutâneo. Nos últimos vinte anos, a incidência de doenças de  pele  vem aumentando consideravelmente. Isto vem sendo causado pelo clássico e tão discutido problema do buraco na camada de ozônio. A proteção solar é portanto a principal forma de prevenção da doença.

Outro benefício da película é a economia de energia por exemplo em ambientes fechados que necessitam de ar condicionado para manter a temperatura constante ou mesmo dentro do automóvel cuja tendência é consumir mais combustível quando da utilização do ar condicionado.

DICAS IMPORTANTES:

– Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), estudos feitos pelo órgão comprovam que o “escurecimento” não atrapalha, já que o motorista pode usar o auxílio dos retrovisores.

– O uso da película espelhada não é regulamentado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), os órgãos de fiscalização entendem que é proibida.

– É permitida a instalação de películas não reflexivas nos vidros dos veículos desde que estejam devidamente chanceladas e de acordo com a Resolução do Cotran. A película permitida para o para-brisa é de 75% nas portas laterais e dianteiras e 28% portas e vidro traseiro.

– Veículos que não obedecem a Resolução serão retidos até a regularização e o motorista recebe cinco pontos na CNH e serão multados em R$ 127,69.

Foto Fonte internet. “Insulfilm” é marca registrada de produto que faz referencia à película de controle solar.