O hábito de abastecer em quantias menores ou deixar o tanque do carro na reserva frequentemente, é muito comum para muitos motoristas por diferentes razões: alto preço dos combustíveis, esquecimento, falta de tempo ou apenas hábito de esperar acender a luz da reserva no painel. È importante saber que tanque na reserva pode causar prejuízo, pois tanque vazio ou quase vazio facilita o acúmulo de sujeiras danosas no fundo do tanque.

Se o carro for mais antigo, com sistema de carburação os resíduos se acumulam muito rapidamente nos filtros de combustível e sujam o sistema de carburação. Assim aumenta o consumo, provoca falhas no motor e pode deixar o motorista na rua.

Nos carros atuais, com sistema de injeção eletrônica os danos podem ser ainda maiores, pois a sujeira acumulada fará a sobrecarga da bomba de combustível podendo queimá-la ou diminuindo a sua vida útil.  Os preços das bombas de combustível variam de acordo com a marca e modelo do carro, mas além do custo da bomba tem o custo dos serviços de oficina.

O hábito de abastecer aos poucos tem seus riscos, inclusive o de “pane seca” que é considerada infração média, dá multas (R$ 85,13) e 4 pontos na carteira. Também tem o risco de precisar abastecer em postos desconhecidos, aumentando a chance de comprar combustível adulterado.
DICAS:

– Faça um planejamento do abastecimento do seu carro tendo como base a quantidade de  quilômetros que roda durante o mês ou semana.

– Adote um posto de combustível de confiança.

– Não deixe o tanque de seu carro com menos da metade do tanque.

– Lembre-se, o posto de gasolina é proibido de abastecer garrafas pet.