O veículo que trafega muito em grandes centros urbanos e em baixa velocidade estão entre os que mais apresentam desgastes em peças como embreagem, freios e sistema de arrefecimento. Estes são os itens que mais sofrem e que causam grandes custos, reparos e até mesmo acidentes.

Os freios necessitam de verificação a cada cinco mil quilômetros e as peças devem ser inspecionadas de forma visual e em caso de danos substituídas. Isto garante a segurança e um menor custo de manutenção do sistema. Por isso, é preciso ficar atento a esses componentes e realizar a manutenção preventiva para evitar grandes custos com reparos ou até mesmo um acidente.

A embreagem é um dos itens mais prejudicados em trânsitos lentos. Além do desgaste natural ela pode sofrer devido o estilo do motorista ao apoiar o pé no pedal de embreagem do seu veículo. Portanto sua durabilidade pode variar conforme a utilização e condições de uso. A manutenção deste item se resume na troca dos componentes avariados.

O Sistema de arrefecimento pede a temperatura ideal para o motor trabalhar. Muitos motoristas se esquecem ou não se preocupam   que o motor opere  fora da faixa de temperatura recomendada e que isto afeta a vida útil do sistema e o consumo de combustível altera. Para manter esse processo funcionando adequadamente, só água limpa, como muitos pensam, não é suficiente. Além disso, é necessária a adição de aditivos antioxidantes nas proporções corretas, para que seja formada uma espécie de película protetora na parte interna do tubo e nos componentes metálicos do motor, evitando a sua corrosão.

DICAS IMPORTANTES:

– Lembre-se que freios desgastam
– Evite dirigir com o pé apoiado no pedal de embreagem.
– Evite trocas bruscas das marchas pois podem danificar os discos ocasionando barulhos e até impossibilitando a troca de marchas.
– Evite altas velocidades com marchas baixas ou baixas velocidades com marchas altas, isto pode prejudicar o disco além de gerar      níveis de consumo de combustível maiores do que quando se utiliza a marcha correta para cada velocidade.

A SABER:

O uso de rotação e marchas corretas diminui a emissão de gases poluentes, o consumo de combustível e previnem o desgaste prematuro dos componentes do veículo.