pneu-verde-2

Esses pneus possuem esse nome por seus efeitos positivos no meio ambiente.

Isso ocorre porque há mais sílica na composição da borracha, em substituição ao negro de fumo, o que reduz a resistência ao rolamento em até 40%.

O efeito benéfico disso é percebido na redução de aproximadamente 8% no consumo, além da redução da emissão de CO2 em até 5%, segundo os fabricantes.

Existe também um ponto positivo na produção, já que existe um consumo menor de petróleo o que também diminui o impacto no meio ambiente.

O problema é a identificação desses pneus, pois não existem normas que os classifiquem como verdes, cada fabricante possui a sua denominação. É válido ficar atento na etiqueta de classificação do Inmetro, semelhante à que é usada para medir a eficiência energética de eletrodomésticos. Ela contempla a aderência em piso molhado, o nível de ruído e a resistência ao rolamento. Quanto a classificação do atrito, fique atento: quanto mais próximo da marcação verde, melhor.