A partir de abril de 2018 será proibido vender pneus sem etiqueta em todos os estabelecimentos comerciais e oficinas.

O programa começou em abril de 2015, quando projetos novos de pneus começaram a ser etiquetados.

Seguindo o que foi feito na Europa, três atributos foram escolhidos para ilustrar as etiquetas: aderência em piso molhado, resistência ao rolamento, pois quanto menor a resistência, melhor o consumo de combustível, e nível de ruído. Cabe ao Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) averiguar todas as informações que estarão nos pneus.

Todos os pneus de construção radial utilizados em carros de passeio, picapes, SUVs, vans, caminhões e ônibus entram nesse novo programa.

Esse programa vai ajudar a barrar alguns produtos de má procedência e a auxiliar o consumidor na sua escolha de pneu.

etiqueta pneu 2

A nova etiqueta

  • Resistênciaao rolamento: são sete níveis, sendo que a nota A indica os modelos que economizam mais combustível.
  • Aderência em piso molhado:também em sete níveis, com a nota A oferecendo a melhor aderência na água.
  • Nível de ruído externo:é expresso em decibéis, com divisão em três níveis. São eles: uma onda (até 69 dB), duas ondas (70 a 72 dB) e três ondas (acima de 72 dB).